fbpx

Cobrança extrajudicial: Essa é a melhor forma de cobrar inadimplentes?

cobrança-extrajudicial

A cobrança extrajudicial é um fator importante para as empresas que contam que clientes inadimplentes. Mas afinal, essa é a melhor forma de cobrança? Pois bem, esse é um grande empecilho quando o assunto é cobrança.

Afinal, o número de inadimplentes é cada vez maior e as empresas muitas vezes não sabem qual é a melhor forma de cobrança. Isso pode acarretar em sérios problemas para a empresa, até mesmo para a imagem da organização. Por isso, contar com uma cobrança eficiente para os clientes inadimplentes é fundamental.

Pensando nisso, separamos algumas informações sobre a cobrança extrajudicial e se ela é realmente uma ótima forma de cobrar inadimplentes.

VEJA TAMBÉM:

O que é cobrança extrajudicial?

A cobrança extrajudicial é um processo amigável de recuperação de dívidas em que o credor tenta negociar com o devedor antes de recorrer ao sistema judiciário. Esse processo envolve uma série de contatos, como telefonemas, e-mails, cartas e mensagens, com o objetivo de obter o pagamento da dívida.

Essa forma de cobrança representa uma opção mais rápida e econômica para o credor, uma vez que não implica custos judiciais e possibilita a resolução em um curto espaço de tempo. Além disso, é uma forma mais amigável de resolver a situação, pois permite que o devedor tenha a oportunidade de negociar e quitar a dívida sem precisar enfrentar um processo judicial.

É importante ressaltar que essa cobrança é uma prática legal e regulamentada pelo Código de Defesa do Consumidor. No entanto, o credor deve seguir algumas regras, como não ameaçar o devedor, não expor a situação a terceiros e não constranger o devedor de nenhuma forma.

Essa é a melhor forma de cobrar inadimplentes?

A cobrança extrajudicial é uma das formas mais eficientes de cobrar clientes inadimplentes. Ela consiste em uma cobrança amigável e negociável, feita fora da justiça. É geralmente o primeiro passo a ser tomado quando um cliente não paga suas dívidas.

Ao contrário da cobrança judicial, que pode levar meses ou até anos para conclusão, a extrajudicial é mais rápida e menos custosa. O objetivo é resolver o problema de forma amigável, sem a necessidade de recorrer à justiça.

Para fazer uma cobrança extrajudicial eficiente, é importante manter um relatório atualizado de clientes inadimplentes. Isso permitirá que você saiba quais clientes estão devendo e quanto eles devem. Além disso, é importante ter um script de cobrança bem elaborado para garantir que você saiba exatamente o que dizer durante a negociação.

Outra vantagem dessa cobrança é que ela permite que você mantenha um bom relacionamento com seus clientes. Ao negociar de forma amigável, você pode evitar conflitos e manter um bom relacionamento com seus clientes, mesmo quando eles estão devendo.

Como cobrar um consumidor corretamente?

Cobrar um consumidor inadimplente pode ser uma tarefa difícil e delicada. Porém, é importante que o credor saiba como fazer isso de forma correta e respeitosa, evitando conflitos e problemas jurídicos.

Para cobrar um consumidor corretamente, é necessário seguir algumas regras estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). Por exemplo, o artigo 42 do CDC estabelece que “na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não estará sujeito a ridículo, constrangimento ou ameaça”.

Portanto, é importante que o credor adote uma postura respeitosa e educada ao cobrar o consumidor inadimplente, evitando ameaças, constrangimentos ou exposição pública do devedor.

Uma forma eficiente de cobrar o consumidor inadimplente é através da extrajudicial. Essa modalidade de cobrança consiste em tentar negociar o débito com o devedor antes de recorrer à justiça.

Além disso, pode ser realizada pelo próprio credor ou por uma empresa especializada em cobrança. Geralmente, é feita através de cartas, telefonemas, e-mails ou mensagens de texto.

Ao optar por essa cobrança, é importante que o credor tenha em mãos todas as informações sobre a dívida, como o valor do débito, a data de vencimento, os juros e multas aplicados, entre outros. Dessa forma, é possível negociar com o devedor de forma mais eficiente e assertiva.

Quando fazer uma cobrança extrajudicial?

A cobrança extrajudicial é uma opção a ser considerada quando o cliente está inadimplente e não responde às tentativas de contato para regularizar a situação.

Antes de iniciar o processo de cobrança, é importante que a empresa tenha certeza de que o cliente realmente não tem condições de pagar a dívida. Para isso, é preciso avaliar a situação financeira do cliente, verificar se ele tem outras dívidas e se está enfrentando dificuldades financeiras momentâneas ou se a inadimplência é um problema recorrente.

Outro fator importante a considerar é que o tempo de atraso do pagamento influencia. Esse tipo de cobrança é mais eficaz quando a realizamos logo após o vencimento da dívida, pois aumenta a probabilidade de o cliente ter condições de pagar.

Além disso, é importante que a empresa tenha uma política de cobrança clara e eficiente, que estabeleça prazos e formas de contato com o cliente. É fundamental que a empresa seja firme na cobrança, mas sempre respeitando os direitos do consumidor e evitando práticas abusivas.

Quais cuidados ter durante a cobrança de um consumidor inadimplente?

Cobrar um cliente inadimplente pode ser uma tarefa desafiadora. Por isso, é importante que o credor tome cuidado para não infringir as leis e o código de ética, a fim de evitar problemas legais e constrangimentos desnecessários. Abaixo estão alguns cuidados que devem ser tomados durante a cobrança de um consumidor inadimplente:

1. Conheça as leis e o código de ética

Antes de iniciar a cobrança, é importante que o credor conheça as leis e o código de ética que regem a cobrança de dívidas. Desse modo, o credor deve se familiarizar com as leis e regulamentações aplicáveis, a fim de evitar violações e garantir que a cobrança seja feita de forma legal e ética.

2. Seja educado e respeitoso

O credor deve ser educado e respeitoso durante todo o processo de cobrança. Além disso, o credor não deve usar linguagem ofensiva ou ameaçadora, nem fazer comentários desrespeitosos ou humilhantes. O credor deve manter uma atitude profissional e cortês, a fim de manter uma relação cordial com o cliente.

3. Respeite a privacidade do cliente

O credor deve respeitar a privacidade do cliente durante todo o processo de cobrança. Além disso, o credor não deve divulgar informações confidenciais do cliente para terceiros, nem fazer ligações em horários inapropriados. Sem contar que deve se comunicar com o cliente de forma discreta e respeitosa, a fim de evitar constrangimentos desnecessários.

4. Ofereça opções de pagamento

A empresa deve oferecer opções de pagamento ao cliente inadimplente, a fim de facilitar a quitação da dívida. Sem contar que deve ser flexível e buscar soluções que sejam viáveis para o cliente, como parcelamento da dívida ou desconto para pagamento à vista. O objetivo é ajudar o cliente a quitar a dívida, não dificultar ainda mais a situação.

5. Documente todas as etapas da cobrança

A organização deve documentar todas as etapas da cobrança, desde o primeiro contato até a quitação da dívida. É fundamental manter o registro das informações é importante para garantir a transparência e a legalidade do processo de cobrança. O credor deve manter uma cópia de todos os documentos e comunicações relacionados à cobrança, a fim de evitar problemas futuros.

Antes de vender a prazo, consulte para evitar inadimplentes!

Para evitar a cobrança extrajudicial, judicial e o prejuízo de um inadimplente, a melhor forma é evitar a venda para esse cliente ou garantir cuidados durante a venda. Por isso, a consulta completa sobre a situação do consumidor antes mesmo de realizar a venda é fundamental.

Desse modo, você consegue identificar quais são as melhores taxas de juros para cobrar, quais os valores da parcela e entre outras informações importantes.

Então, para garantir mais segurança, conte com a Consultas Prime, uma empresa que oferece uma grande variedade de consultas, seja sobre score, nome negativado, inadimplentes e muito mais.

Sendo assim, ao consultar o CPF do seu cliente na Consultas Prime, você consegue fazer uma análise de crédito detalhada. Garantindo assim, mais segurança nas vendas a prazo.