fbpx

Cheque sem fundo pode sujar seu nome? Entenda!

cheque-sem-fundo

Em meio a tantas formas de pagamento, o uso do cheque ficou para trás. No entanto, algumas pessoas ainda usam e muitas não sabem se um cheque sem fundo pode sujar seu nome. Por isso, separamos um guia completo com as principais informações sobre o que pode sujar o nome e o que não afeta.

VEJA TAMBÉM:

O que é um cheque sem fundo?

Você sabia que o cheque é um termo comum entre a população, desde 1990? Isso mesmo, nos anos 2000, o pagamento por meio de talão de cheque era tão famoso quanto o PIX é atualmente.

Com a chegada de novos meios de pagamento, como o cartão, pix e TED e entre outros, o uso do cheque foi ficando para trás. Mas, ainda é muito usado por diversas pessoas, no entanto, vale a pena ter alguns cuidados, principalmente com o cheque sem fundo.

Visto que o cheque é um meio de pagamento, podendo ser a prazo ou a vista, o proprietário do meio de pagamento permite que a pessoa ou empresa que recebeu a folha, se direcione até um banco e receba o valor de acordo com o que foi assinado no cheque.

Enquanto, o cheque sem fundo, é quando a pessoa que recebe o meio de pagamento vai até o banco, mas a conta do emitente não tem saldo o suficiente para cobrir o valor.

Para entender melhor, vamos levar em conta um exemplo, imagine um dono de um mercado de ração para pet. Pois bem, vamos dizer que o nome dele é Ricardo, este, recebe um cheque de um cliente no valor de R$ 200.

Então, Ricardo vai até o banco receber os R$ 200, que foram assinados pelo cliente. No entanto, quando Ricardo vai fazer essa troca no banco, identifica que o saldo na conta no emitente do cheque é menor que R$ 200. Ou seja, aquela pessoa não tem dinheiro para cobrir o cheque.

Aí vem o famoso cheque sem fundo, onde o Ricardo recebe o cheque novamente e volta sem o seu dinheiro em mãos.

Passei um cheque sem fundo, o que acontece?

Se você emitiu um cheque sem fundo, várias coisas podem acontecer. Primeiramente, o cheque será devolvido ao beneficiário com um código de motivo que explica a razão da devolução. Normalmente, para as opções sem fundo, o código de motivo é “12”, indicando insuficiência de fundos.

Consequências imediatas incluem:

  • Taxas bancárias: Tanto você quanto o beneficiário podem ser cobrados com taxas pelo banco devido à devolução do cheque.
  • Restrições bancárias: Você pode ter restrições na sua conta bancária, incluindo a impossibilidade de emitir novos cheques.
  • Notificação ao emitente: O banco notifica você sobre a devolução do cheque, e você terá um prazo para regularizar a situação.

Cheque sem fundo pode sujar meu nome?

Sim, um cheque sem fundo pode sujar seu nome. Afinal, no Brasil, quando um cheque é devolvido por falta de fundos e não é regularizado no prazo de 30 dias, o nome do emitente é incluído no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) do Banco Central.

Além disso, a pessoa ou empresa que recebeu o cheque pode registrar a dívida em órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Estar no CCF e nos órgãos de proteção ao crédito pode resultar em:

  • Restrição de crédito: Dificuldade em obter empréstimos, financiamentos, e abrir novas contas bancárias.
  • Imagem negativa: Problemas de reputação, especialmente se você for um empresário ou profissional liberal.
  • Dificuldades comerciais: Empresas podem se recusar a fazer negócios com você.

Cheque devolvido suja o nome?

Sim, um cheque devolvido por insuficiência de fundos pode sujar seu nome. Desse modo, quando um cheque é devolvido, o banco envia essa informação ao Banco Central, que inclui o nome do emitente no CCF se a situação não for resolvida rapidamente.

Adicionalmente, a pessoa ou empresa que recebeu o cheque pode reportar a dívida aos órgãos de proteção ao crédito.

Cheque sem fundo caduca?

A dívida associada a um cheque sem fundo pode caducar após cinco anos, conforme estipula o Código Civil brasileiro.

Após esse período, o nome do devedor é retirado dos cadastros de inadimplentes. No entanto, isso não significa que a dívida deixa de existir, apenas que o devedor não poderá mais ser cobrado judicialmente por aquele cheque específico.

O que fazer em caso de cheque sem fundo?

Se você descobriu que emitiu um cheque sem fundo, há algumas ações que você pode tomar para mitigar as consequências.

Primeiro, regularize a dívida imediatamente, entrando em contato com o beneficiário e pagando o valor do cheque, seja por meio de transferência bancária, dinheiro ou outro método de pagamento acordado.

Após regularizar os fundos na sua conta, peça ao beneficiário para reapresentar o cheque ao banco.

Em seguida, solicite a exclusão do CCF. Depois de pagar a dívida, peça ao banco para remover seu nome do CCF, geralmente apresentando um comprovante de pagamento.

Se o nome já foi para órgãos de proteção ao crédito, entre em contato com esses órgãos e negocie a retirada do seu nome após o pagamento da dívida. Por fim, para evitar futuras ocorrências, monitore regularmente o saldo da sua conta e utilize serviços de alerta bancário para evitar emitir cheques sem fundos.

O que pode sujar meu nome?

Além de cheques sem fundo, várias outras situações podem levar à negativação do seu nome.

Dívidas não pagas, como faturas de cartão de crédito, empréstimos, financiamentos, e contas de serviços (água, luz, telefone), podem sujar seu nome.

Desse modo, o protesto de títulos ocorre quando você não paga uma dívida e o credor protesta o título em cartório. Ações judiciais também podem resultar na inclusão do seu nome em cadastros de inadimplentes se você for condenado em processos envolvendo dívidas.

Falhar em honrar compromissos financeiros, como financiamentos e empréstimos não pagos, também pode resultar em negativações.

Como saber se meu nome está sujo?

Agora que você já sabe como funciona o cheque sem fundo, chegou o momento de identificar se o seu nome está sujo ou não. Pois bem, fazer essa verificação é importante, não só para você que tem dívidas em aberto, mas para qualquer consumidor.

Isso mesmo, a consulta de nome negativado ajuda você a verificar irregularidades no seu nome e até mesmo descobrir se o seu nome está sendo usado indevidamente por golpistas. Em alguns casos, você está com o nome negativado, pois alguém está usando o seu nome e você nem sabe.

Por isso, a consulta é importante. Mas, é fundamental que você conte com a ajuda da Consultas Prime para fazer a sua consulta. Aqui, você tem acesso a um dashboard totalmente intuitivo, garantindo uma consulta simples e fácil.

Além disso, em apenas alguns minutos, você recebe um relatório completo, podendo verificar diversas informações sobre o seu CPF. Ou seja, é possível verificar se ele está negativado, qual a pontuação do score e até mesmo se possui alguma dívida em aberto.

Tudo isso em apenas alguns minutos. Para fazer essa consulta, veja a seguir o passo a passo:

  • Acesse o site da Consultas Prime;
  • Escolha “Restrição Financeira”;
  • Selecione a consulta que você precisa;
  • Pronto, inicie a sua pesquisa.

Faça o quanto antes e saiba a situação do seu nome.