fbpx

gravame

Quais procedimentos para baixa de gravame

Quais procedimentos para baixa de gravame ?

Para quem quer comprar um automóvel ou moto ou caminhão, não importa o veiculo, seja novo ou usado, o financiamento aparece como uma estratégia que facilita este processo. Afinal, oferece uma série de benefícios aos interessados e transforma um valor exorbitante em pequenas parcelas que cabem no orçamento de muitos. E ao quitar este financiamento você sabe quais procedimentos para baixa de Gravame ?

Ainda assim, o que a maioria não sabe é que este método é capaz de gerar uma restrição financeira junto ao DETRAN. E esta restrição, inclusive, fica pendente no Sistema Nacional de Gravames (SNG), responsável por gerenciar estas transações.

Por essa razão, assim que o financiamento é finalizado, torna-se indispensável que o proprietário realize a baixa neste processo. Caso contrário, uma vez que tenha o interesse de vender o bem futuramente, o automóvel não poderá ser registrado no nome do novo comprador.

Uma vez que isso esteja explicado, é importante, agora, tomar conhecimento dos procedimentos que fazem parte desta baixa. Preparado para saber mais a respeito? Continue a leitura e aprenda já sobre este tema.

O que é a Baixa de Gravame?

A Baixa de Gravame acontece quando o indivíduo liquida a dívida que adquiriu previamente com a compra de um automóvel. Ela deve ser realizada após a quitação do contrato de financiamento estabelecido entre as partes envolvidas. Inclusive, este processo pode se dar em uma média de cinco a dez dias desde o momento em questão.

Dessa maneira, esta transação ficará registrada no DETRAN. Isso dá o aval de que tudo está regularizado e de que a restrição financeira estabelecida ao financiar já não existe mais.

Em muitos casos a baixa de Gravame é feita automaticamente pela própria instituição financeira que fez a alienação do veiculo, caso isso não ocorra poder ser feito pelo proprietário.

banner consultas prime

Quais procedimentos para baixa de gravame e os documento necessários?

Existem dois tipos de documentação demandadas para realizar os procedimentos de Baixa de Gravame. Um corresponde aos documentos padrões, que variam de Pessoa Física para Jurídica. Seriam eles:

Documento Padrão – Pessoa Física

  • Documento de identificação, tanto original, como cópia. É o caso da Carteira de identidade, também Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou da Carteira de Trabalho;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de Residência com emissão inferior a noventa dias.

Documento Padrão – Pessoa Jurídica

  • Contrato Social da empresa, na versão original e cópia;
  • Cópia do Ato Constitutivo;
  • Estatuto Social e também a ata da última assembleia;
  • Ofício de autorização de representação, também original e cópia;
  • Cópia simples do Diário Oficial;
  • Carteira de identidade funcional ou contracheque, original e cópia.

Em todos os dois casos, para dar baixa de Gravame, se o veículo possuir GNV, é importante também que seja apresentada uma cópia do Certificado de Segurança Veicular (CSV), comprovando a validade.

Já relacionado ao segundo tipo de documentação exigida, estão os documentos específicos. São eles: o Duda Código 018-3, no valor de R$ 167,04, e também o Certificado do Veículo (CRV) original e em branco, válidos para as Pessoas Físicas ou Jurídicas.

Alguém pode representar as Pessoas Físicas ou Jurídicas?

Ao realizar os procedimentos de baixa de gravame, também é possível que a empresa ou o indivíduo sejam representados por um terceiro. Para isso, existem diferentes opções, como:

1. Representatividade Direta

Feita por indivíduos com laços em primeiro grau, como ascendentes ou descendentes diretos, além de cônjuges e companheiros. Eles precisam, inclusive, apresentar o original e a cópia de um documento que comprove esta relação.

2. Representatividade por Instrumento de Procuração

Pode ser exercida por qualquer pessoa, desde que esteja munida de um documento de identidade, tanto cópia, como o original.

3. Representatividade por Advogado

Exercida pelo profissional, apresentando sua carteira da OAB, original e em cópia.

4. Despachante Público

Desde que apresente a cópia e também a original de sua Carteira do Sindicato dos Despachantes, bem como o certificado analítico.

5. Representatividade por Despachante

Ele precisa apenas apresentar sua Carteira do Conselho Despachante Documentalista, original e cópia, além da Anotação de Serviço Documental (ASD).

Logo, os envolvidos não precisam se preocupar, caso não possam comparecer ao DETRAN para dar entrada nesta transação. Basta selecionar uma das vertentes acima e escolher alguém para representá-los.

E como são os procedimentos para Baixa de Gravame ?

Procedimentos também variam de acordo com quem o estará realizando e a localização. Confira cada caso e suas peculiaridades:

banner consultas prime

Baixa feita pelo proprietário, cônjuge ou companheiro, ascendente ou descendente

Nos casos dos veículos localizados em metrópoles, é preciso:

  1. Pagar a taxa de serviço e outros débitos, como multas vencidas, IPVA e similares;
  2. Se o IPVA for anterior ao prazo de licenciamento, fica dispensada a vistoria. Se estiver dentro do prazo, é obrigatória e precisa ser agendada no DETRAN;

Nos que estão em municípios do interior, é necessário:

  1. Pagar a taxa de serviço e os débitos, tal qual na opção acima;
  2. Agendar o serviço no DETRAN para realizar a baixa.

Baixa feita por advogados, representantes, entidades ou procuradores

Neste caso, independentemente da localização, é preciso pagar as taxas e débitos, como mencionado anteriormente. E, em seguida, realizar o agendamento obrigatório, uma vez que este serviço não esteja associado a outros.

Assim que o agendamento for realizado, as metrópoles demandam que seja levado o requerimento correspondente a esta transação, além das documentações já explicadas neste artigo.

Já no interior, é importante saber se o veículo está integrado ao tele atendimento, para agendar por esta plataforma. Se não estiver, é preciso ir ao posto de serviço, ao SAT ou ao Ciretran, com o formulário e a documentação.

Devo consultar o Gravame do carro que irei comprar?

É indispensável realizar este tipo de consulta Gravame antes de comprar um veículo, para garantir que ele está livre para ser passado para o seu nome. Em especial porque, uma vez que o proprietário anterior não tenha dado baixa nestas informações, você realizará o investimento financeiro. Contudo, não poderá ser, verdadeiramente, dono do móvel.

Diante disso, fique atento a este detalhe e, acima de tudo, conte com a Consultas Prime para evitar que seja vítima de algum golpe relacionado. Nós somos uma distribuidora autorizada do bureau de crédito e, diante disso, fornecemos consultas veiculares, além de outros serviços indispensáveis para sua segurança durante as transações.

Acesse o nosso site para conhecer tudo o que oferecemos aos nossos clientes e, acima de tudo, conheça as nossas opções relacionadas aos automóveis. Estamos te esperando para auxiliar ao máximo na sua Baixa de Gravame e muito mais!

Como o Brasil Consulta Placa Mercosul

Como o Brasil Consulta Placa Mercosul

A Placa Mercosul entrou em vigor em todo território nacional em 31 de janeiro de 2020. Desse modo, o novo modelo substitui a placa cinza. Nesse sentido, é preciso saber quem precisa trocar a placa e como o Brasil consulta Placa Mercosul na hora da aquisição ou venda de um novo veículo.

Continue lendo e confira como a Consultas Prime pode ajudar na sua busca.

O que é a Placa Mercosul?

A Placa Mercosul é uma Placa de Identificação Veicular (PIV), padronizada para os países que fazem parte do bloco econômico.

Isso significa que, a partir do momento que passou a valer, todos os países do bloco terão placas do mesmo modelo, diferenciadas apenas pela nacionalidade.

Dessa forma, veículos que circulam em países como Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai receberão emplacamentos dentro do mesmo padrão.

Características Placa Mercosul

Segundo a Resolução 33/2014 do Mercosul, o padrão é composto por:

– Uma faixa azul na parte superior da placa;
– Emblema do bloco econômico no canto superior esquerdo;
– País, seguido pela sua bandeira, também localizados na parte superior da placa;
– Arranjo em sete caracteres;
– Dimensões de 400mm x 130mm para veículos em geral e 200mm x 170mm para motocicletas.

banner consultas prime

Mudanças no visual

A Placa Mercosul foi anunciada em 2014. Nessa época, estava prevista para entrar em vigor em janeiro de 2016. Porém, o projeto acabou sendo adiado para 2017.

Depois, o prazo se estendeu até dezembro de 2018. Então, foram prorrogados prazos diferentes para cada estado da federação. Até, finalmente, chegar a valer efetivamente em todo território nacional em janeiro de 2020.

Nesse meio tempo, o visual da placa recebeu algumas mudanças. Agora, o modelo em vigor passa a ser:

  • Nao tem mais lacre;
  • Sem ondas sinuosas que cortavam os caracteres;
  • Palavra “Mercosul” sem brilho, estampada nos caracteres.

Quem deve trocar a placa de veiculo para placa Mercosul?

Veículos que receberam as versões anteriores da Placa Mercosul não precisam trocar para a placa revisada. Exceto se forem enquadrados em algum dos casos abaixo:

Primeiro emplacamento

Nesse caso, carros novos que vão receber o primeiro emplacamento são obrigados a usar a Placa Mercosul.

Assim, todos os Detrans (Departamentos Estaduais de Trânsito) devem emitir o procedimento de acordo com o novo modelo.

Alteração de categoria

Caso o veículo mude de categoria, por exemplo, de particular para aluguel, será necessário trocar para a Placa Mercosul.

Assim, só para exemplificar, vale a pena consultar online os veículos que você pretende alugar, a fim de evitar transtornos.

Ainda neste texto, vamos explicar Como o Brasil Consulta Placa Mercosul e o histórico geral de um veículo. Continue lendo e conheça os demais casos nos quais é necessário fazer a troca para a Placa Mercosul.

Mudança de Município ou Estado

A legislação atual determina a troca de placa quando o proprietário mudar de município ou estado. Dessa maneira, será necessário trocar para a Placa Mercosul.

Furtos, roubo ou extravio

A troca ainda será exigida em casos em que a placa for roubada, furtada ou extraviada. Nessas circunstâncias, a nova placa adquirida deverá ser a Mercosul.

banner consultas prime

Placas danificadas

De forma semelhante, caso a placa de um veículo seja danificada, será obrigatória a troca para a Placa Mercosul.

Como é o emplacamento?

O processo de emplacamento também recebeu atualizações. Antes, o Detran do respectivo estado emitia o Certificado de Registro do Veículo (CRV) por uma taxa paga pelo proprietário do veículo.

A partir disso, o Detran fazia a autorização para a confecção da placa, informando ao proprietário o município em que o veículo seria emplacado. Assim, bastava levar o automóvel até o posto de lacração.

A empresa credenciada era responsável por conferir a existência da ordem de emplacamento emitida pelo Detran. Em seguida, registrava no sistema do departamento o código de barras da placa, bem como a numeração do lacre.

Finalmente, a placa era instalada e a empresa concluía todo o processo alinhado com os protocolos do Detran.

comprar credito consulta veicular
comprar credito consulta veicular

Agora, além da placa, o emplacamento também mudou. Após o CRV ser emitido, o Detran informa ao Denatran que a placa pode ser estampada.

A partir disso, com o registro do veículo e o código de Autorização de Estampagem (AE), o proprietário do veículo deve se dirigir a uma empresa credenciada. Para saber quais são essas empresas, o cidadão pode verificar a informação no site do Detran.

Em uma dessas credenciadas, será feita a verificação se o código está autorizado. Se estiver tudo certo, a empresa vincula o QR Code da placa ao veículo e conclui a instalação da Placa Mercosul.

A diferença está que, agora, o solicitante faz o pagamento das taxas diretamente com as empresas credenciadas. Ou seja, o Detran não é mais um intermediador da transação entre o dono do veículo e a emplacadora.

Como o Brasil consulta a Placa Mercosul?

Até aqui, você entendeu os principais detalhes da Placa Mercosul. Se o seu interesse é adquirir um carro usado ou até mesmo alugar um veículo em uma prestadora de serviço, é essencial verificar o histórico desse automóvel, a fim de realizar uma transação segura.

Nesse sentido, a solução é um sistema de consulta online, como a Consultas Prime. Em nosso site, você pode optar por fazer uma consulta avulsa ou contratar um dos nossos planos. Uma das vantagens de contratar um plano é o desconto especial.

Assim, com a nossa solução para Brasil consulta Placa Mercosul, você tem acesso a relatórios completos e seguros de veículos em geral. Essas informações ajudam a proteger seu patrimônio, oferecendo uma compra ou venda mais segura, seja para você ou sua empresa.

Como o Brasil consulta veículos com a Consultas Prime?

Para executar a análise do histórico do veículo de seu interesse, vá até o nosso site: www.consultasprime.com.
Lá, dirija-se à página Consultas Veículos.

O próximo passo é escolher entre uma compra avulsa ou um dos planos disponibilizados. Após optar por uma das soluções, você será direcionado para uma página na qual deverá preencher com seus dados pessoais e de pagamento. Pode preencher tranquilamente, pois todas as informações fornecidas estão em segurança conosco.

Depois do pagamento, você terá acesso a uma consulta completo do veículo. Além das informações sobre a Placa Mercosul, ainda disponibilizamos:

  • Situação de Circulação do Veículo;
  • Situação de Remarcação do Chassi;
  • Ocorrência de Roubo e Furto Ativa;
  • Dentre outras informações.

Portanto, se o seu desejo é realizar uma transição segura, seja para você ou sua empresa, fique por dentro das novas exigências da Placa Mercosul. O site Consultas Prime oferece um histórico completo da situação do veículo. Faça sua consulta conosco e garanta mais segurança para o seu patrimônio!

Fontes:

https://g1.globo.com/carros/noticia/2020/02/01/placa-do-mercosul-preco-e-quando-e-preciso-trocar-tire-suas-duvidas.ghtml
https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/placa-mercosul-emplacar-carro-esta-diferente-e-mais-caro-veja-o-que-muda/

Os casos que serão obrigatórios a adesão Placa Mercosul no Detran


https://g1.globo.com/carros/noticia/2019/06/28/placa-do-mercosul-e-adiada-para-janeiro-de-2020.ghtml

Conheça todas as Consulta Veiculo

Conheça todas as Consulta Veiculo

Antes de comprar um carro seminovo ou usado, é importante realizar uma consulta veicular para checar a procedência do veículo. Porém, existem tantas opções e categorias que é fácil se perder em meio às centenas de links e informações cruzadas, então neste post Conheça todas as consulta veiculo disponíveis na Consultas Prime.

Para acabar com todas as suas dúvidas, a Consultas Prime vai decifrar cada tipo de consulta veiculo para você.

Portanto, acompanhe este post para ser um expert de consulta veículo.

Por que a consulta veiculo é importante?

Primeiro de tudo, consultar placa ou chassi do veículo é o único modo de ter absoluta certeza de sua procedência. A compra de um carro sinistrado, roubado ou alterado de forma ilegal, pode resultar em uma grande dor de cabeça. Mesmo que você não tivesse ciência da situação antes da compra.

Existem muitos veículos em situação irregular. Consequentemente, os donos e vendedores nem sempre são completamente honestos no que se refere aos detalhes.

Portanto, é de vital importância que você consulte a placa do veículo antes de tirar a carteira do bolso. E como fazer isso?

É simples: basta acessar o site da Consultas Prime e seguir os passos indicados. Certamente, somente assim você saberá se vale mesmo a pena adquirir aquele carro.

A Consulta veiculo realizada na Consultas Prime oferece diversas informações do veículo de forma simples. Nossa consulta da base estatal de sua federação e a Base de Índice Nacional (BIN). Nesta última se encontram todas as informações dos veículos no país vinculadas ao sistema Renavam.

Por meio dessa análise, você obtém um resultado completo a respeito do agregado veicular. Ou seja, as características de fabricação e restrições do veículo. Vamos falar um pouco mais sobre essas restrições no próximo tópico.

Veículos de leilão

Por certo, o maior atrativo do leilão é o preço baixo. Entretanto, é necessário fazer algumas verificações antes de levantar a plaquinha. Do contrário, poderá entrar em uma furada. Os veículos ofertados em leilão podem ser de seguradoras, instituições financeiras, locadoras, lojas de veículos ou, também, de empresas privadas que fazem renovação de frotas.

banner consultas prime

Distingue-se, também, o Leilão Corporativo e de Leilão Varejo. O primeiro é um leilão fechado, em ambiente corporativo. O segundo é o leilão tradicional, aberto a todos os públicos. Há, também, o leilão de sucata, do qual só podem participar os CDVs (Centro de Desmanches de Veículos Automotores) ou demais empresas de desmontagem de veículos.

É importante notar que o leiloeiro tem a obrigação de publicar um edital com todo o detalhamento do veículo leiloado. Então, antes de tudo, você deve sempre ler o edital com atenção. É ali que estão informações vitais não apenas sobre a descrição do veículo (modelo, placa, chassi, etc.), mas se, por exemplo, é um carro sinistrado (avariado) ou teve perda total a solução de Consulta Veiculo de leilão traz as informações para ajudar em sua tomada de decisão e não comprar o veículo as cegas.

Para o registro do sinistro, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece três categorias:

  • Pequena monta: danos pequenos, que não mexeram com a estrutura interna. O veículo pode voltar a circular após reparos e uma inspeção simples.
  • Média monta: danos medianos, porém ainda recuperáveis. O veículo precisa de reparos maiores e passar por uma inspeção para obter o Certificado de Segurança Veicular antes de voltar a circular.
  • Grande monta: danos graves, perda total. Consequentemente, o veículo é irrecuperável e não pode mais circular.

Consulta gravame

Além de lhe fornecer todas as informações físicas do veículo, a Consultas Prime  também realiza a consulta veiculo GRAVAME.

Como já explicamos em outra postagem, o gravame é “o número de registro que alguns veículos possuem dentro do DETRAN de seu estado”. O gravame aponta se o veículo foi financiado e, se sim, quantas vezes passou por esse processo. Então, a maneira mais eficaz de saber se um carro possui esse registro é por meio de nossa consultoria.

Acima de tudo, saber dessa informação é importante porque, em caso de financiamento, sempre haverá o envolvimento de instituições bancárias ou financeiras. O registro gravame detém todas as informações sobre os envolvidos nessas negociações de financiamento.

Consulta Renajud

O sistema Renajud é nada mais que uma ferramenta eletrônica de integração entre o Judiciário e o DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito). É o que possibilita o envio, em tempo real, de ordens judiciais de restrição de veículos à base de dados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores).

banner consultas prime

Nesse sentido, por meio do Renajud, o magistrado pode aplicar as seguintes restrições: transferência, licenciamento, circulação (perda total) e registro de penhora.

A fim de facilitar a vida de nossos clientes, a Consultas Prime realiza essa consulta veiculo do RENAJUD, além de outros itens importantes da consultoria.

Consulta veiculo: Recall, Decodificador e Precificador

Ainda no site da Consultas Prime existem várias outras opções de Consulta Veiculo:

  • RECAL ou chamamento, pode ser aplicado a qualquer produto, não apenas veículos. Contudo, por ser um grande investimento, é ainda mais importante saber se o carro que você está comprando tem algum defeito de fabricação e está passando, ou já passou, por um Recall do fabricante;

Apesar de ser um processo chato e trabalhoso, não há necessidade de se desesperar se seu veículo foi convocado para o Recall. Diversas grandes marcas já tiveram que chamar uma série de veículos para verificação. Contudo, é importante se manter atento e obter todas as informações possíveis antes de realizar sua compra.

  • O Decodificador de Chassi funciona como um documento de identificação e segurança do veículo. O número de identificação possui 17 caracteres que representam informações do veículo. Também serve como uma ferramenta para evitar fraudes de documentação do carro;

Enquanto o Precificador é um item mais simples, porque diz respeito ao valor de mercado do veículo naquele momento e é calculado por meio da numeração do decodificador do chassi.

Além disso, por meio da Consultas Prime, você também verifica se o veículo foi alvo de roubo ou fraude, informações espalhadas pelas bases estatais e BIN que são compiladas por nossa consultoria veicular.

Para que você Conheça todas as Consulta Veiculo disponíveis na Consultas Prime, basta COMPRAR UM CREDITO  e já pode verificar todos os dados do seu veículo para realizar sua compra sem nenhuma surpresa.

Quer conhecer nossos produtos? Acesse Consultas Prime para ver preços e maiores informações.

Consultas Prime – Conheça todas as Consulta Veiculo:

  • Consulta Leilão Completa
  • Consulta Gravame
  • Recall de Veiculos
  • Base Estadual
  • Roubos e Furto
  • Decodificador de Chassi
  • Precificador de Veiculo
  • Sinistro

Venha conhecer nossas soluções completas para Consultar multa pela placa ou chassi ou renavan e durma tranquilo.

Consultas Prime: Contato

Acesse algum de nossos canais de atendimento e solicite todo o plano de negócio.

Fone:
(11) 3042-1827

Emailcontato@consultasprime.com
Skypesuporte@consultasprime.com